domingo, 31 de agosto de 2014

Por que comigo? - Parte III

Olhei no relógio pendurado na parede da sala, marcava 16h24. Estava bastante frio o que eu achava ótimo. Passei um pano na casa e segui para arrumar minhas roupas no guarda-roupa. Tomei meu banho demorado, e vesti uma roupa confortavelmente quente. Peguei o laço que meu pai me deu e o coloquei em meu cabelo. Liguei a televisão e fiquei assistindo a um filme.
- Vamos? – Júlia disse assim que abri a porta.
- Vamos sim. – desliguei a televisão e fechei a porta da sala seguindo para o shopping para encontrar os amigos de Júlia.
- Carolina esses são Lucas e Pedro. – ela disse fazendo com que eu os cumprimentasse.
- Prazer. – disse sorrindo de lado.
- Então vamos entrar? – Júlia disse fazendo com que todos balançassem a cabeça positivamente.
Entramos e seguimos para o fundo, mas meus pensamentos não saiam da carta, ou melhor, de uma parte da carta. “Espero que sua mãe tenha lhe contado aquilo...” Gostaria de saber o que era, certas coisas não saem de nossa mente por um simples passe de mágica, tentei ignorar esse pensamento, mas só tentei mesmo...
- Que filme mais chato. – Júlia confessou assim que saímos da sala de cinema.
- Nem me lembre. – Pedro disse concordando com a mesma.
- E você Carol, gostou? – Lucas perguntou meio tímido.
- Não sei. Não prestei muita atenção. – confessei.
- Por quê? – Júlia me perguntou.
- Estava com os pensamentos em outras coisas.
- Entendi. – riu e prosseguiu – Está tarde, acho melhor irmos.
 Despedimos-nos dos garotos e seguimos para o nosso prédio, já que morávamos no mesmo.
Os meses se passaram voando, minha faculdade já havia começado e confesso que eu estava amando. Mantive contato todos os dias com a minha mãe desde então, mas não toquei no assunto dito pelo meu pai. Por mais que eu deveria ter dito isso há muito tempo ou até mesmo esquecido disso. Mas eu não iria fazer nenhum dos dois, iria tirar isso a limpo, mas esperaria o dia de voltar ao Brasil.
- Vai sair hoje à tarde? – Júlia disse ligando a televisão.
- Creio que não.
- Gostaria de sair com a gente hoje? – disse animada.
- Poxa amiga, fica para próxima. – sorri de canto.
Sai pelas ruas observando cada detalhe, nunca havia reparado em nada muito especifico. As crianças brincavam na praça como se não houvesse amanhã, os cães soltos ali talvez não tivesse para onde ir. Passei no mercado para comprar minhas cerejas. Passei novamente pelas mesmas ruas e segui até meu apartamento. Cheguei em casa com meu telefone tocando.

5 comentários:

  1. Ai meu deuss,essa história e tão interessante.Posta mais histórias assim!!!

    ResponderExcluir
  2. Essa 'Hiistoriia Teem Um Gosttinhoo Dii Mistteriio ..Isso Er Mt Viciiantty ..
    Amando ♥♥..
    Maiis ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha' Postarei o mais breve possível!
      Beijos

      Excluir
  3. Essa Hiisttória Teem Um Gosttinho Dii Misttériio ... ii Isso Er Mtt Viciiantty ..
    Amandoo ♥♥..
    Maiis#

    ResponderExcluir

 



Design e programação por Ana Chamilete.
Proibido cópia e/ou reprodução.